Bahia Aqui É Trabalho 0721
CPI

CPI ouve o empresário Carlos Wizard

Relator inicia questionamentos e depoente se mantém em silêncio

30/06/2021 11h46
Por: Redação
Fonte: Fonte: Agência Senado

CPI ouve o empresário Carlos Wizard 12h43 ao vivo Relator inicia questionamentos e depoente se mantém em silêncio Após exibir vídeos de Carlos Wizard em entrevistas afirmando ser conselheiro do Ministério da Saúde, o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), inicia uma série de questionamentos sobre a participação do empresário no grupo de aconselhamento do governo federal responsável pelas medidas de combate à pandemia. O depoente diz que, respeitosamente, se reserva “o direito de permanecer em silêncio”. 12h27 ao vivo Convocação de Marcelo Blanco Entre os requerimentos extrapauta aprovados nesta quarta-feira (30) pela CPI, está a convocação de Marcelo Blanco, diretor substituto do Departamento de Logística do Ministério da Saúde. Segundo o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), ele seria participante da reunião ocorrida em um restaurante de um shopping, em Brasília, onde o representante da Davati Medical Supply afirmou ter recebido pedido de propina de US$ 1 por dose em troca de assinar contrato de venda de vacinas da AstraZeneca com o Ministério da Saúde. Imagem do post convocacao-de-marcelo-blanco 12h26 ao vivo Carlos Wizard invoca habeas corpus para ficar em silêncio Carlos Wizard disse que se valerá da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que lhe permite ficar em silêncio. Em sua declaração inicial, afirmou ter conhecido o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, durante missão humanitária em Roraima. Negou ter conhecimento da existência de um "gabinete paralelo" de aconselhamento ao presidente da República. Lendo declaração escrita, justificou sua defesa do tratamento precoce para covid-19 alegando que o entendimento da ciência evoluiu. E disse apoiar a imunização da população. Imagem do post carlos-wizard-invoca-habeas-corpus-para-ficar-em-silencio 12h16 Wizard justifica ausência do país Em sua fala inicial, Carlos Wizard explicou por que não compareceu à CPI na primeira convocação. Alegou que estava nos Estados Unidos cuidando do pai, idoso e acamado, e de uma filha, que está prestes a dar à luz em uma gravidez de risco. "O que os senhores fariam se estivessem na minha condição?", perguntou aos senadores. Imagem do post wizard-justifica-ausencia-do-pais 12h04 Wizard inicia depoimento Começou o depoimento de Carlos Wizard, empresário apontado como integrante do “gabinete paralelo” de aconselhamento ao presidente Bolsonaro no enfrentamento à pandemia. Wizard já foi inserido na lista de investigados da CPI. Omar Aziz (PSD-AM) informou que caso o depoimento seja a contento, não há necessidade de reter o passaporte do depoente. Imagem do post inicio-de-depoimento 11h58 Aprovada a convocação do líder do governo na Câmara Após quase uma hora de discussão, os senadores aprovaram em conjunto uma série de requerimentos de quebras de sigilo e convocações, entre eles o do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros. Depois de protestos de Eduardo Braga (MDB-AM), o presidente Omar Aziz (PSD-AM) aceitou retirar da pauta itens relativos a investigações no Amazonas. 11h52 CPI convoca líder do governo A CPI da Pandemia aprovou uma série de requerimentos, entre os quais convites e convocações, como a do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). Barros foi deverá esclarecer suspeitas de irregularidades para a compra da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde. Segundo o presidente Omar Aziz (PSD-AM), ele será ouvido na quinta-feira (8). 11h48 Marcos Rogério diz que governo não blinda corrupto O senador Marcos Rogério (DEM-RO) disse que os senadores governistas não são contra investigar suspeitas de corrupção no Ministério da Saúde. Ele disse esperar que os senadores oposicionistas tenham a mesma postura, e "parem de blindar o Consórcio Nordeste". Na resposta, o presidente Omar Aziz (PSD-AM) esclareceu que recorreu até ao STF para que a CPI investigue governadores. Imagem do post marcos-rogerio-diz-que-governo-nao-blinda-corrupto 11h42 Retirada de requerimentos O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), acatou questão de ordem de Eduardo Braga (MDB-AM) e adiou para sexta-feira (2) a votação de 41 requerimentos relacionados ao estado do Amazonas. Braga citou o regimento interno do Senado para justificar que os pedidos não podem ser votados sem a antecedência mínima de dois dias para análise. Os requerimentos haviam sido colocados em pauta na noite de terça-feira (29). 11h25 ao vivo Líder do Governo: AstraZeneca desmentiu ter intermediário no país Sobre a denúncia da Folha de S. Paulo de pedido de propina na compra de vacinas AstraZeneca, o líder do Governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), observou que a AstraZeneca desmentiu ter intermediário no Brasil. Segundo ele, a exoneração de Roberto Ferreira Dias, diretor de Logística da Saúde acusado na denúncia, ocorreu "para facilitar toda a apuração". Imagem do post noticias-microblogpost 11h09 ao vivo Testemunho Começou a reunião da CPI em que será ouvido Carlos Wizard Martins. A convocação do empresário foi requerida pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que julga essencial “esclarecer detalhes de um 'ministério paralelo da saúde’”. Na primeira etapa, os parlamentares votam requerimentos. Imagem do post testemunho 10h46 ao vivo Denúncia de propina na compra de vacinas Devem ser votados nesta quarta-feira os requerimentos dos senadores Renan Calheiros (MDB-AL), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Humberto Costa (PT-PE) para convocação de Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply. Ele afirmou à Folha de S. Paulo que recebeu pedido de propina de US$ 1 por dose em troca de assinar contrato de venda de vacinas com o Ministério da Saúde. A propina teria sido pedida pelo ex-diretor do Departamento de Logística do ministério, Roberto Ferreira Dias, exonerado após a publicação da matéria. Imagem do post denuncia-de-propina 10h38 ao vivo Omar Aziz fala a jornalistas antes da reunião da CPI Presidente da CPI concede entrevista antes do início da reunião desta quarta-feira. 10h29 ao vivo Carlos Wizard já chegou ao Senado para depor à CPI da Pandemia O empresário Carlos Wizard já está no Senado. Ele prestará esclarecimentos aos senadores sobre o funcionamento de um “gabinete paralelo” de aconselhamento ao presidente Bolsonaro no enfrentamento à pandemia. Imagem do post carlos-wizard-ja-chegou-ao-senado-para-depor-a-cpi-da-pandemia 10h10 CPI analisa convocação de Ricardo Barros nesta quarta Na pauta da CPI foram incluídos 102 requerimentos que devem ser analisados nesta quarta-feira (30). Entre eles, está a convocação do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara do Deputados. Os parlamentares querem ouvir Barros sobre envolvimento na compra da vacina indiana Covaxin. As convocações de Regina Célia, servidora do Ministério da Saúde, Túlio Silveira, representante da Precisa Medicamentos, também estão entre os requerimentos. 09h51 ao vivo Antes de ouvir Carlos Wizard, CPI vai votar requerimentos A reunião da CPI da Pandemia desta quarta-feira (30) será dividida em três etapas. Primeiro, a comissão votará pedidos de empresas farmacêuticas para substituir convocados. A segunda parte prevê a análise de requerimentos para novas convocações de depoentes e fornecimento de informações. Após a fase deliberativa, será tomado o depoimento do empresário Carlos Wizard Martins, já na condição de investigado. Imagem do post reuniao-de-hoje-da-cpi-tera-deliberacoes-antes-do-depoimento-de-carlos-wizard TER 29 10h36 Resumo dos dois primeiros meses da CPI Após dois meses a CPI já ouviu dezenas de especialistas e autoridades para apurar falhas e irregularidades no combate à pandemia de covid-19. Veja aqui a cobertura completa, dia a dia, da Agência Senado. Imagem do post resumo-dos-dois-primeiros-meses-da-cpi 10h36 Todos os depoimentos da CPI da Pandemia, em vídeos de 2 minutos Enquanto a transmissão ao vivo não começa, veja como foi cada um dos depoimentos à CPI da Pandemia em vídeos de dois minutos da TV Senado Fonte: Agência Senado

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias