Brasil Solidariedade

Campanha “Natal Sem Fome”, do MST, vai partilhar alimentos em 30 cidades do Paraná

Expectativa é distribuir cerca de 95 toneladas de alimentos frescos e industrializados e 3 mil marmitas

21/12/2021 11h37
Por: Redação Fonte: Brasil de Fato
Campanha “Natal Sem Fome”, do MST, vai partilhar alimentos em 30 cidades do Paraná

Cerca de 20 milhões de brasileiros passam um dia ou mais sem ter o que comer, e mais da metade da população do país (55%) vive em insegurança alimentar, com redução da quantidade ou da qualidade da alimentação. Os dados são de pesquisa feita pela da Rede Pessan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), divulgada no início deste ano, e resumem a gravidade da crise econômica e social que o Brasil atravessa. Como forma de ajuda humanitária a quem sofre com a falta de comida na mesa, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realiza a campanha “Natal Sem Fome: Cultivando Solidariedade para Alimentar o Povo”, de 10 de dezembro a 6 de janeiro, em todas as regiões do Brasil. O Paraná terá ações em todas as regiões, em pelo menos 30 cidades. As primeiras doações já começaram neste dia 13, em São Miguel do Iguaçu, no oeste, e seguem até o dia 23 de dezembro. Entre alimentos frescos e itens industrializados, a expectativa é distribuir cerca de 95 toneladas de alimentos e três mil marmitas, na capital e em cidades do interior. Colheitas para doação em junho de 2021, na comunidade Dom Tomás Balduíno, em Quedas do Iguaçu / Foto: Juliana Barbosa/MST-PR José Damasceno, assentado em Arapongas e integrante da direção estadual do MST-PR, explica a intenção de levar apoio à parcela da população que enfrenta os efeitos mais perversos da crise, como a falta de renda e de alimentos. “Nós estamos fazendo a nossa parte e acreditamos que com energia, vontade, coragem e a união de todas e todas é possível que a gente leve até as pessoas mais carentes um pouco daquele alimento que a gente tem. Além disso, levar o carinho, a solidariedade e muita energia para que essas pessoas continuem resistindo”, diz o militante. Frutos da reforma agrária e do trabalho em mutirão A maior parte das doações partirá das próprias famílias Sem Terra, como parte da campanha de solidariedade que começou no início da pandemia da covid-19, em março de 2020. Ao todo, somente no Paraná, 794 toneladas de alimentos foram partilhadas por famílias do MST de abril de 2020 a novembro de 2021. Boa parte da comida que chegará às famílias urbanas está sendo produzida em hortas coletivas e espaços de produção agroecológica de assentamentos e acampamentos do MST. Ao todo, 17 lavouras coletivas foram iniciadas para garantir a permanência das partilhas, desde maio de 2020. Maior parte das doações partirá das próprias famílias Sem Terra / Foto: Vanderlei Gonçalves/MST-PR Além dos itens já conhecidos dos kits de alimentos doados pelo MST, como arroz, feijão, mandioca, legumes e verduras em geral, as famílias de Querência do Norte também vão incluir dois quilos de carne em cada cesta. A estimativa é de que 600 cestas sejam partilhadas para pessoas em situação de vulnerabilidade da cidade, no dia 18 de dezembro. Também está sendo preparada a partilha de três mil refeições a pessoas em situação de rua e moradoras da periferia de Curitiba, nos dias 22 e 23. A atividade será realizada pelo coletivo Marmitas da Terra, criado pelo MST em maio de 2020, atualmente formado por cerca de 200 militantes. Com a ação deste natal, o coletivo chega à marca de 100 mil marmitas produzidas e partilhadas toda quarta-feira, desde o início da pandemia. A maior parte dos ingredientes utilizados no cardápio vem de lavouras e agroflorestas cultivadas pelo Marmitas da Terra no Assentamento Contestado, da Lapa, em parceria com a Escola Latino Americana de Agroecologia (ELAA) e com a própria comunidade local. Com a ação deste natal, o coletivo Marmitas da Terra chega à marca de 100 mil marmitas produzidas e partilhadas / Foto: Leonardo Henrique/MST-PR Saiba como ajudar A campanha “Natal Sem Fome” também convida a sociedade em geral a se mobilizar e contribuir com as ações, com a compra de cestas de alimentos da reforma agrária. Em Curitiba e região, é possível participar adquirindo a Cesta Esperança, pelo site Produtos da Terra. As entregas serão no dia 21/12. Na região Noroeste, a Cesta Solidariedade pode ser comprada pelo site do Armazém do Campo Maringá ou pelo telefone (44) 99980-1995. As entregas serão em Paiçandu, Maringá e Sarandi. No Norte do estado, as Cestas Solidariedades serão partilhadas em Londrina e podem ser adquiridas no Armazém do Campo Londrina. Loja física: Rua Piauí, 95, loja 2. WhatsApp: (43) 9 9992-2196. Há também como doar para a campanha nacional, que fortalecerá ações solidária em estados com maior demanda: Caixa Econômica AG 1231 CC 2260-1 OP 003 CNPJ 11.586.301/0001-65 PIX [email protected] Edição: Lia Bianchini

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 14h27 - Fonte: Climatempo
30°
Pancada de chuva

Mín. 18° Máx. 30°

29° Sensação
20.8 km/h Vento
35.8% Umidade do ar
67% (18mm) Chance de chuva
Amanhã (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (29/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias